Ipiranga celebra 85 anos reforçando seu compromisso com a inovação em direção a um futuro mais sustentável | ROG.e 2024

Ipiranga celebra 85 anos reforçando seu compromisso com a inovação em direção a um futuro mais sustentável

21/09/2022
Barbara Miranda, Vice-presidente de Marketing e Desenvolvimento de Negócios da Ipiranga

O retorno da Rio Oil & Gas, maior evento de óleo e gás da América Latina e um dos maiores do mundo, será uma oportunidade única para os participantes e para toda indústria de óleo, gás e energia. É o que o acredita, Barbara Miranda, Vice-presidente de Marketing e Desenvolvimento de negócios da Ipiranga, empresa patrocinadora e expositora do evento que nesta edição comemora 40 anos.

Entre os destaques da executiva estão o hub de inovação da companhia, o Turbo, que quebra paradigmas e oferece diversas soluções inovadoras para desenvolvimento de novos negócios, produtos e serviços para a companhia e para todo mercado, e a celebração dos 85 anos da Ipiranga, uma trajetória de pioneirismo e conexão com clientes, revendedores, consumidores e suas histórias com a marca.

Confira, a seguir, a entrevista com a executiva, na qual ela compartilha os planos da empresa e os temas que ela compreende como mais relevantes para a Rio Oil & Gas 2022.

1 – A Ipiranga, além de ser referência no donwstream brasileiro, também tem investido em tecnologia a partir do hub de inovação da companhia, o Turbo. Como tem sido a experiência dessa célula transversal dentro da Ipiranga e do mercado de O&G como um todo?

Na Ipiranga, por meio do Turbo, exploramos novas oportunidades e aceleramos o desenvolvimento de novos negócios, produtos e serviços, dentro dos pilares de Mobilidade, Varejo e Energia. A inovação na entrega de soluções que facilitem o dia a dia e potencializem a capacidade de mobilidade dos nossos clientes são exemplos de como já estamos nos preparando para um contexto que exigirá novos caminhos.

Nosso objetivo tem sido fortalecer as frentes de inovação e sustentabilidade na Ipiranga, junto a startups e grandes corporações. Um dos resultados deste ano é o projeto-piloto iniciado em parceria com a Voltz, fabricante de motos elétricas, no qual ofereceremos estações de troca de baterias de motos Voltz em postos da capital paulista. Serão 100 estações na cidade de São Paulo nos próximos meses.

2 – O que as pessoas podem esperar da participação da Ipiranga, patrocinadora do evento?  Que produtos ou serviços serão apresentados na exposição?

Será muito especial para a Ipiranga estar presente na Rio Oil & Gas 2022. Participar novamente de um evento presencial tem total relação com a nossa marca, sempre próxima dos nossos clientes e consumidores. Outro motivo que torna este evento significativo é que, em setembro, celebramos 85 anos de companhia. Portanto, vamos aproveitar para mostrar ao público do evento um pouco das “histórias que só tem lá” na Ipiranga, nossa história e o que estamos pensando para o futuro da empresa.

Será o momento ainda de reforçar a qualidade de diferentes produtos e serviços que oferecemos, sejam nossos aditivados, que melhoram a eficiência dos motores, reduzindo o consumo de combustível e a emissão de poluentes; as conveniências oferecidas por nossa rede de mais de 1.700 lojas AmPm ou as soluções fornecidas aos nossos mais de 4 mil clientes B2B.

3 – É primeira edição da Rio Oil & Gas pós-pandemia, e um novo cenário tem se desenhado com a retomada econômica. Como você avalia a evolução do evento para o formato híbrido? Quais são as expectativas para essa edição híbrida e seus principais objetivos?

Ao longo dos anos, nossa indústria tem se mostrado resiliente e adaptável a diversos cenários e, por isso, vemos o momento de retomada econômica como uma oportunidade de crescer junto com o país. Ao optar pelo formato híbrido, percebo a Rio Oil & Gas como um reflexo do nosso setor, sempre buscando se adaptar às necessidades da sociedade. Este formato facilita a inclusão de um público que, por diversos motivos, não teria possibilidade de visitar o evento e, ao mesmo tempo, mantém as vantagens dos eventos presenciais, possibilitando maior interação e networking, agora que vivemos um cenário mais seguro na pandemia. Nossa expectativa é receber em nosso stand, e nos diversos painéis que estaremos presentes, um público ainda maior que a edição anterior, o que possibilitará apresentar nossa proposta de valor para mais participantes.   

4 – A Rio Oil & Gas é reconhecida por promover debates relevantes sobre o desenvolvimento e consolidação da indústria de óleo e gás no Brasil e no mundo. Quais pautas vocês destacariam como mais urgentes para um fórum como o da Rio Oil & Gas?

Temas da agenda ESG, como a transição energética, merecem destaque. Todos os setores da economia podem fazer sua parte e com a indústria de óleo e gás não seria diferente.

Na Ipiranga, por exemplo, a transição energética é tratada de forma transversal nas diferentes esferas da empresa. Desde 2007, a companhia conta com o Programa Ipiranga Carbono Zero que garante a mensuração periódica e iniciativas de redução das emissões da empresa e investimentos na compensação das emissões dos clientes. Além disso, desde 2014, somos carbono neutro, compensando todas as emissões diretas e ligadas ao consumo de energia elétrica da nossa operação que não podem ser evitadas. Além disso, no ano passado, adquirimos nossos primeiros certificados de energia renovável para 100% da energia elétrica consumida. A evolução do ambiente organizacional, para que se torne cada vez mais inclusivo, também é um desafio e temos encarado o tema com seriedade. No ano passado, o Ipiranga Talent, nosso programa de estágio, reservou 50% das vagas a candidatos negros e o índice alcançado foi de 66%. Já em nosso programa de trainee, 75% das vagas foram preenchidas por mulheres.

A Rio Oil & Gas é patrocinada por Petrobras, Ambipar Response, Equinor, Shell, TotalEnergies, Vibra, Ipiranga, Raízen, BP, Bunker One, Chevron, ExxonMobil, Karoon Energy, Modec, Galp, PETRONAS, Repsol Sinopec, 3R Petroleum, Acelen, Siemens Energy, Trident Energy, Braskem, Enauta, Halliburton, MCDermoott, NTS, PECOM, PRIO, Salesforce, Saipem, Subsea 7, AET, Baker Hughes, DOW, Fluxys, Oracle, Perbras, Solvay, TAG, TBG, Techint, Vallourec, Wintershall Dea e WTW.

Compartilhe